• Compartilhamento do Whatsapp
  • Compartilhamento do LinkedIn
  • compartilhamento do Facebook
  • Compartilhamento do Twitter

Abraçando Glasgow: um encontro com cultura, clima e comunidade

Contribuíram por: Rajesh Arora
Glasgow, Escócia, CEP: G1 1DT

Enquanto caminho pelas ruas de paralelepípedos de Glasgow, com sua encantadora mistura de arquitetura vitoriana e vida urbana moderna, não posso deixar de me maravilhar com o quão longe cheguei. Há dois anos, deixei a Índia em busca de novas oportunidades, nunca imaginando que esta cidade escocesa iria capturar o meu coração tão completamente. Meu nome é Rajesh Arora e esta é a história do meu caso de amor com Glasgow.

Quando cheguei aqui, o clima contrastava fortemente com o calor da Índia. A garoa perpétua e os ventos frios pareciam assustadores no início, mas com o tempo, passei a aceitá-los. Há uma certa beleza nos céus em constante mudança, na névoa que cobre as colinas e na sensação aconchegante de se embrulhar em camadas de roupas. O clima pode ser imprevisível, mas acrescenta personalidade à cidade, tornando cada dia uma aventura.

Jardim Botânico de Glasgow

CAMERA DIGITAL OLYMPUS

Um dos meus rituais favoritos de fim de semana é explorar os espaços verdes de Glasgow. O extenso Parque Kelvingrove, com seus gramados exuberantes e caminhos sinuosos, oferece um refúgio sereno da agitação da vida na cidade. Aqui, muitas vezes me encontro perdido em pensamentos, cercado pelo suave farfalhar das folhas e pelo som distante de risadas. O vizinho Jardim Botânico de Glasgow, com suas plantas exóticas e estufas, nunca deixa de inspirar admiração e admiração.

Mas não é só a natureza que me cativa; A rica cultura de Glasgow deixou um impacto na minha alma. Das galerias de arte de classe mundial, como a Kelvingrove Art Gallery and Museum, à vibrante cena musical que pulsa nas veias da cidade, há sempre algo novo para descobrir. Participei de bailes tradicionais de Ceilidh, onde estranhos se tornam amigos enquanto giramos e rodopiamos ao som de animadas músicas escocesas. Saboreei os sabores do haggis e do whisky, mergulhando nas delícias culinárias da minha casa adotiva.

Kelvingrove Art Gallery and Museum

Kelvingrove Art Gallery and Museum

Um dos aspectos de Glasgow que mais me agrada é a próspera comunidade indiana. Todo fim de semana, reúno-me com outros expatriados no templo local, onde nos reunimos para celebrar nossa cultura e herança. O cheiro do incenso enche o ar enquanto oferecemos orações e realizamos rituais transmitidos de geração em geração. Aqui, entre rostos e tradições familiares, encontro consolo e um sentimento de pertencimento.

Além dos muros do templo, a comunidade indiana de Glasgow é viva e vibrante, com restaurantes que servem cozinha autêntica que me faz lembrar de casa. Dos perfumados biryanis aos caril picantes, cada prato é uma sinfonia de sabores que me transportam de volta às ruas de Mumbai ou Delhi. Fiz amizade com lojistas que vendem saris complexos e joias brilhantes, conectando-me com eles por meio de memórias compartilhadas de casamentos e festivais.

Haggis

Haggis

Estou cheio de gratidão pelo calor e pela hospitalidade do povo de Glasgow. Eles me receberam em sua cidade de braços abertos, abraçando-me como se fosse um deles. Seja puxando conversa com um estranho no bar ou trocando sorrisos com vizinhos no meu prédio, sinto uma sensação de parentesco que transcende fronteiras e culturas. E à medida que continuo a explorar os seus tesouros escondidos e a criar novas ligações, sei que o meu caso de amor com Glasgow está longe de terminar.

Compartilhar com

  • Compartilhamento do Whatsapp
  • Compartilhamento do LinkedIn
  • compartilhamento do Facebook
  • Compartilhamento do Twitter